Nua


Esperei vários dias para te ver,
O meu corpo ansiava em ter-te,
Deitada, esperei por ti nua...
Ao me veres, sabias que era só tua,
Chegaste pertinho de mim,
Olhas-te o meu corpo nú,
Amaste-me, loucamente,
Entre beijos fogosos e abraços,
Travamos uma luta sensual,
Rolamos na cama aos “amassos”
A tua boca não parou um só segundo,
Desbravou e percorreu o meu corpo todo,
Lambeu-me, deixando-me excitada,
Chupou-me, deixando-me alucinada,
O meu sexo ficou molhado, palpitante...
Esperando, ansiando mais e mais...
Vem e sacia a minha fome,
Preenche o meu corpo com o teu,
Mata-me de prazer...

This entry was posted on and is filed under ,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

2 Responses to “Nua”

mitro disse...

Com um poema destes e ele nem sequer veio aqui agradecer?

mitro disse...

Matava-te e em cada morte, havias de ressuscitar!

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *