És...


És...
És a noite serena que acaricia ternamente os meus sentidos,
És o doce néctar que mata a minha sede,
És o vento suave que sopra as nuvens tenebrosas para longe...
És o Arco-Íris que dá côr a minha existência,
Numa paleta de cores inebriante,
És o rio que lava os meus tormentos,
És o Sol que clareia o dia com o teu sorriso,
És...
Simplesmente Tu meu Amor!!!

-----

Imagem: Google

This entry was posted on . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

11 Responses to “És...”

Reflexos da Alma disse...

Olá Silencio Sentido,
Foi um enorme prazer ter-te recebido ...
Aqui vim em teu silencio... e senti que aqui se deve sentir em silencio...pois a magia que emanas é pura e bela ...
Felizardo é este teu Amor, que para ti é tudo...
Adorei este teu poema , bem como tudo o que aqui vi ...
Visitas mútuas é o que te proponho..vou linkar-te para não te perder, ok?
Beijo grande

Miguel (Gaf. Nazaré) disse...

Nunca desistas de uma amizade ou de um grande amor só porque a distância os separou; se paciente como o sol e a lua pois quando se encontram formam um dos fenómenos mais belos do universo... Continua assim com o bom trabalho que estas a fazer no teu blog... Beijos...

Sailing disse...

quando há amor, o ser é sempre o mundo de quem ama

Parabens

Op.Louca disse...

Por vezes somos o Tudo_E_o_Nada de alguém, mas mesmo os nadas, são especiais!

Ai ai, que é tão bom ler-te!

Beijinho : )

Sandokan disse...

BONITO POEMA! GERMINA POR AÍ UM AMOR BEM GRANDE, NOTA-SE!

Deixo-te um poema, também.

A casa está vazia.
Subo as escadas e tu apareces,
às vezes,
com as cores do Outono.
Vejo um vulto, és tu
que me deixas uma marca
sobre a minha palidez.

Já não queres aprender
com o passado e só preferes
gritar, chegar ao fim da vida
para então descobrir
que não viveste.

Já não falas e não te moves,
e no entanto a minha vida estremece,
assaltada pelos teus gemidos profundos.
O pranto cresce nas ruas da amargura
porque abandonas a terra,
olhando para trás.
Então,
agora vislumbras a beleza,
a alegria que nunca tiveste,
porque os medos em que viveste
te impediram de ser feliz.
Os meus dedos continuam a fechar
os olhos...
dos guerreiros mortos.

Quero agradecer, respeitosa e sinceramente, a todos aqueles que fazem do "nosso"

http://lusoprosecontras.blogspot.com

um ponto de encontro onde a Amizade, a Paz e o Bem nos fazem sentir e viver a vida com mais AMOR.

BEM-HAJAM!


Felicito-te, também, por me presenteares com este teu maravilhoso blogue. Gosto muito de aqui "ancorar".

suruka disse...

Mergulho no rio
que lava os teus tormentos.

simplesmente belo e cheio de ternura

bjs

Jose disse...

Poema intenso, palavras saídas de uma paixão sem limites.

Força miúda não deixes que essa fogueira da paixão de apague.


Um beijo miúda


Jose

sonhadora disse...

" ...e crescerei das fecundas terras ou da morte..."...
Beijinhos embrulhados em abraços

Amor Eterno disse...

(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
  «`“•.¤Boa tarde!¤..•“´»
  (¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

*♥*         *♥*         *♥* 
          *♥*       *♥*   *♥* 
     *♥*         *♥*    *♥*
   *♥*         *♥*         *♥* 
          *♥*       *♥*   *♥* 
     *♥*         *♥*    *♥*


Ser feliz... não é ter uma vida perfeita,
Ser feliz... é reconhecer que vale a pena viver,
apesar de todos os desafios e perdas...
Ser feliz... é deixar de ser vítima dos problemas
e se tornar autor da própria história...
Ser feliz... é uma conquista e não obra do acaso...

*♥*         *♥*         *♥* 
          *♥*       *♥*   *♥* 
     *♥*         *♥*    *♥*
   *♥*         *♥*         *♥* 
          *♥*       *♥*   *♥* 

Sensualidade Caliente disse...

"...És o Arco-Íris que dá côr a minha existência,
Numa paleta de cores inebriante,
És o rio que lava os meus tormentos, ..." é tao bom sentirmo-noss assim nao e?

Alma Nova disse...

O amor é, tão simplesmento...AMOR! Não necessita de mais palavras, basta senti-lo e vivê-lo em cada instante que passa. Jokitas.

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *