Jamais Saberei


Do Amor que eu te dei,
Todos os espinhos eu arranquei,
As palavras amargas,
Que na minha mente eu falei,
Nunca as pronunciei...

Pelos caminhos que eu te guiei,
Todos eles com esmero os limpei,
Queria que o nosso amor,
Fosse como um jardim bem cuidado,
Onde a paixão desabrochasse,
Tal como uma rosa perfumada.

Achei na minha ignorância,
Que tinha atingido a perfeição,
Mas no entanto tudo não passou,
De uma mera ilusão.

Fiz tudo errado...
E só agora vejo o triste resultado...

Devo ter sido algum espinho,
Que pelos sentimentos ficou,
E eu cega de amor,
Não o devo ter arrancado...

Tenho na boca,
O gosto...
O sabor amargo da desilusão,
Devo ter sido na tua vida,
Mais uma mera invasão.

Mas as flores,
As palavras,
Os caminhos,
Que juntos trilhamos e dividimos,
Esses por mim,
Jamais serão esquecidos...

Durante muito tempo,
Com toda a certeza,
Com este amor viverei,
Quanto a ti,
Jamais saberei...

This entry was posted on . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

32 Responses to “Jamais Saberei”

Secreta disse...

Todas as rosas têm espinhos , e nem por isso deixam de ser belas!
Beijito.

Dias... disse...

Tu tens uma "classe" incrivel a "dizer" as coisas... gostei imenso do Poema, da forma como psicologicamente te dissecas a ti e aos caminhos, mas preferia não tivesses duvidas (como se fosse possivel...)

Beijo e muito obrigada por este momento

Anónimo disse...

giro giro era teres escrito bem (desabrochasses e ñ desabrocha-se)

bjinhus

Som Do Silêncio disse...

Ora entao Bom Dia Sr. Anónimo
Muito obrigado pela rectificação ortográfica.
Às vezes nem sempre somos perfeitos, eu não sou.
E pequenos detalhes escapam-nos à vista.

Tenha um óptimo dia e seja sempre bem vindo a minha húmilde página.

A Minha Vida... disse...

Quando Amamos sentimos a perfeição da própria imperfeição, os erros são normais não te martirizes por isso, quem te merecer, há de ficar pra sempre ao teu lado! ;)
Beijo Grande*

Ana disse...

Talvez um dia saibas, querida...

Um beijinho

Shelyak disse...

Por mais que tente, nâo tenho a capacidade de escrever poemas...outros textos, sim mas poemas... :(
Creio que dará uma satisfação quase tão grande como saber cantar ou tocar um instrumento...
E cá estou eu de novo, por aqui, acompanhando-te nos teus belos devaneios...
Beijinho

Reflexos da Alma disse...

Olá Silencio ;)
Tudo na Vida se renova e tudo na Vida se reencontra ...irás com certeza encontrar outros Amores ao longo da Vida :)
Gostei muito deste teu desabafo de dor, em tom de Poema ;)
Um Beijo Grande te deixo !

zetrolha disse...

Ai que lindo poema e coisa e tal...queres namorar comigo?

suruka disse...

Quebro o silencio sim.

Para dizer que gostei muito.

Eu cega de paixão
deixei ficar um espinho de sentimentos.
Gosto muito desta ideia.

beijos

margusta disse...

Um Som do Silêncio, que mais não é um grito no Silêncio...assim senti o teu poema...

O Amor voltará a renascer com todo o seu esplendor... mas dentro de ti ficará sempre esta recordação...quem entra no nosso coração não sai mais!

Um beijo e bom fim de semana!

A.S. disse...

És uma mulher com grande capacidade de amar! Mas o amor só vale a pena enquanto for vivido com toda a intensidade...
Amor, não é sofrimento, é prazer e felicidade!...


Um beijo terno e doce...

libertynus disse...

se não sesses amor não ficavas assim...beijos solidarios

Fúria das Águas disse...

Quando amamos queremos tudo perfeito, mas esquecemos que o amor não quer perfeição, ele ama sem olhos.
UM beijo minha querida.
Fica bem
Furia

Menina do Rio disse...

Jamais saberei o que fizestes do amor que te dei...
O que fazer quando não encontramos eco?

beijos

gasolina disse...

Som do S.,

Obrigado pela tua passagem no meu sitio.

O poema que hoje mostras revela "quase" uma fragilidade, caracteristica das emoções grandes. Há vezes doi um bocadinho... os amores não se esquecem, não se comparam: engrandecem-nos.
A ti está a tornar-te maior.

Um beijo, fica bem.

John Lemmos disse...

Olá
Bonito blog com um toque feminino... gostei.
Gostei muito do poema...
Parabens.

**beijos**

Solitária disse...

Passei para deixar um beijo e desejar um bom fim de semana...

Lu@r disse...

As palavras surgem de ti de uma forma tão suave que causa admiração de quem te lê.

Beijo doce

Kanoff disse...

The year's at the spring,
And day's at the morn;
Morning's at seven;
The hill-side's dew-pearl'd;
The lark's on the wing;
The snail's on the thorn;
God's in His heaven-
All's right with the world!

belakbrilha disse...

Tudo o que é bom jamais será esquecido!
gostei muito...

bjs

Drews disse...

Podemos optar por nos regozijar na vida,
ou podemos optar por sermos mal humorados.
A tristeza é uma emoção válida.
Há um lado sinistro em cada um de nós.
Ao optar pela alegria,
não estamos negando a existência ou o valor do sofrimento.
Estamos apenas optando por não habitarmos nele emocionalmente.
A alegria é mais do que a felicidade.
A felicidade é dependente de circunstâncias externas.
A alegria se enraíza não no exterior, mas no interior.
A alegria está enraizada na convicção de que a vida é boa,
que você é bom e que ambos possuem capacidade de melhorar.
Opte pela alegria hoje.
Opte por se perceber como uma pessoa alegre.
Você tem poder para ser assim...
Independente das outras dificuldades
que possa encontrar em seu crescimento
para a autoconfiança e auto-estima.

Um Momento... disse...

Neste momento quebro o silêncio para dizer que é de uma serenidade incrivel aquilo que acabo de ler
Ilusão, ...amor, paixão
Dor!
Tudo num só momento
Mas presente também o sorriso ... o meu.. para ti
Um bom sábado , sem espinhos
**

Charmoso disse...

Belo poema

bjs com charme

ah, linkei-te

Angell disse...

Um poema tão belo, e no entanto, tão triste... Afinal o que é a perfeição? Pode ser tão diferente, consuante o que cada um pensa! No entanto, nós sabemos que ela não existe; mas sabes, ainda bem! Pela simples razão que muitas vezes são os chamados "feitios" (se quiseres, chama de defeitos) que tornam as pessoas diferentes e especiais aos nossos olhos.

Seja como for, desejo-te muita força e que, em breve os caminhos da felicidade, encontres novamente! :)

Bjs!

o alquimista disse...

Ditosos são os amantes ao fim do dia, não deixam sombra na noite, trocam palavras, juras em harmonia, e o encanto floresce à cadência da palavra, explode no peito com fome de beijo, solto...

Bom fim de semana

Doce beijo

Rafeiro Perfumado disse...

TRÁS!BUM!CATAPIMBA!!!

Pronto, está quebrado o silêncio! E agora reparo que não és a "Som do Silêncio" com quem costumo "blogar". Não que isso importe, é sempre um prazer conhecer pessoas novas.

Obrigado pela visita e uma beijoca (sem odor) para ti! ;)

Afronauta disse...

Que na vida erremos na ortografia, mas não no sentimento, na dicção e não no destino.

Popper disse...

Mas a ortografia conta? Ou são as palavras emotivas que fazem o poema?
Bom fim-de-semana.

gasolina disse...

Beijinhos pela visita e pela "leitura" limpida que fizeste.

Fica bem.

Palavras de um mundo incerto disse...

Oi!

Em breve voltarei!

Às vezes me arrependo do que fiz, mas têm vezes que não.

Penso e lido em todas as situações da minha vida utilizando o meus erros e as minhas certezas daquilo
que fiz e deixei de fazer.

Saudades sinto!
Dor também sinto!
Uma mentalidade nova já tenho!
Uma mentalidade nova está surgindo!

Em breve volto!

Marcos Ster

O Profano disse...

OlÁ..
Já Lavoisier dizia:" Nada se cria, tudo se transfoma"; e com o Amor é igual...

bjs

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *