Um Passeio à Chuva II



Continuação II...

...

Os Nossos corpos eram já meras silhuetas recortadas naquela praia deserta.

O dia tinha terminado e o manto da noite cobria suavemente a paisagem chuvosa...

Ao olhar aquele pénis erecto, apoderou-se uma sensação primitica, quase desconhecida do meu corpo trémulo de desejo.

Não passavamos de dois desconhecidos, mas naquele instante nada mais me importava!

Desejava intensamente, loucamente aquele espécimen masculino ali à minha frente...

Senti os joelhos a afundarem na areia molhada e macia quando a sua frente me ajoelhei, agarrei firmemente aquele membro pulsante, cheio de vida...

Ouvi o gemido abafado, quando com os meus lábios húmidos absorvi aquele sexo molhado dentro da minha boca quente...

Chupei-o suavemente ao início, como quem saboreia uma sobremesa deliciosa... para logo a seguir o devorar ardentemente com uma fome de quem não é alimentado à muito tempo...

O seu corpo ondulava ao ritmo do desejo insatisfeito, senti as suas mãos no meu cabelo... os dedos crispados pela suave tortura pelos meus lábios infringida.

Deixei o seu sexo latejante escorregar lentamente para fora da minha boca quente, passei os lábios inchados e húmidos por toda a sua gloriosa extensão...

As minhas mãos atrevidas escorregaram até encontrar aquele pedaço de tesão palpitante e duro... acariciei firmemente aquele sexo tenso, prestes a explodir de paixão...

Comecei a acaricia-lo devagar, num suave movimento de vai e vem... e com a minha boca levemente a tocar-lhe, fazendo-o sentir a minha respiração quente... o toque ardente da minha língua atrevida...

Como era delicioso sentir o comando total daquele corpo que vibrava nas minhas mãos... tal qual um violinista que faz vibrar as cordas do seu instrumento...

Voltei a colocar aquele sexo cada vez mais duro dentro da minha boca ardente, queria dar-lhe prazer! Leva-lo à insanidade da saciedade...

Mas... ele gemeu em protesto...

Chega.... Senão termina antes de começar...

E firmemente afastou a minha boca gulosa do seu membro apetecível...

E com os olhos brilhantes de malícia e sedução sussurrou...

Agora é a minha vez...

Continua....

-----

Fotografia: Olhares

Sunshine Chaser - Miguel Rita

This entry was posted on . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

12 Responses to “Um Passeio à Chuva II”

vagabundo disse...

Ele

Era Ela tão bonita
Que sabia não haver escrita
Que o pudesse relatar...
E embasbacado ficou,
Com aquele corpo que deixou,
Cativo o seu olhar.

Era o volume do Peito.
O seu Traseiro perfeito,
No short curto a condizer...
Com a camisola subida,
Que na cintura despida
O Umbigo deixava ver.

Eram os braços despidos,
Macios, firmes, compridos.
De um suave bronzeado...
E as pernas longas, torneadas,
(Certamente exercitadas)
que o deixaram excitado.

Olhava-as sedento,
Com o corpo em tormento,
Do desejo que lhe despertava...
Esse outro, perfeito!
Em que a firmeza do Peito
Toda a beleza realçava.

Ela:

Um pouco incomodada,
Mas nada irritada,
De frente o olhou...
E logo levantou
O livro que lhe tapou
O rosto que corou.

Era um livro sem palavras,
Ou de tal forma gagas,
Que a cada olhada se repetia...
Não lhes achando o sentido,
Por haver-se perdido,
Naquele olhar que lhe sorria.

Inquieta se remexeu,
Pelo calor que se acendeu,
Logo abaixo da cintura...
Onde a humidade lasciva,
Tal como na boca a saliva,
O Desejo assegura.

Sentindo-se já perdida,
Pela escrita atrevida,
Do livro que então lia...
Todo o corpo lhe tremeu,
Ao arrepio que o percorreu,
Pelo olhar que a despia.


E...

Pela languidez invadida,
Sente-se nua! Possuída.
No Corpo na Alma, e na Mente...
Enquanto a roupa vai caindo,
Peça a peça lhe despindo,
Aquele olhar ardente.

Geme agora, baixinho.
Com a roupa em desalinho,
Enrodilhada no lugar...
Onde o Prazer lhe “jorrou”,
Quando o Êxtase alcançou,
Possuída por um...
...Olhar!

ps:
gostei muito do teu txt.

Um Momento... disse...

Nina , nina (",)
Mas q inspiração...!
Esta lindo!!
( cá espero a part III)
Um beijo de bom dia aí nesse Coraçãozinho(*)

Secreta disse...

Espero pela continuação ...
:)
Beijito.

rocha suave disse...

Espero ansiosamente os proximos capítulos...

Está fantástico...

www.rochasuave.blogs.sapo.pt

Anónimo disse...

todo o amor é sentido nao pelo sexo em sim, mas sim pela demanda nos nossos coracoes e também pelo o que sentimos por essa pessoa .
pois o sexo é passageiro , mas o amor sentimental é duradouro beijinhos fofos kursk

MalucaResponsavel disse...

ui... isto promete... kiss

Taras disse...

Fiquei cheio de tesão ao saborear o teu texto e os teus sentidos... mas logo agora, que não tenho nenhum recurso perto de mim para poder dar continuidade à excitação... tenho que me controlar...

Beijinhos! Até breve!

Op.Louca disse...

Hummm.. estou a gostar. Está a ficar interessante, muito interessante. Espero pela terceira parte, para me poder deliciar a ler o texto completo : )))

Beijinhos

João Cordeiro disse...

Fabuloso...
Amiga escreves muito bem... adorei.

Além disso, o meu grande obrigado pelo teu carinho.


Beijinho sonhador

ContorNUS disse...

não queria quebrar o silêncio que se depositou no côncavo de mim ao ler esta escrita intensa... respa-me dizer que voltarei ;)

Menina do Rio disse...

Despertou-me não só a curiosidade...

beijinhos

Um Momento... disse...

Pois ... Menina do rio ... não só a curiosidade(",)
(*)

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *