A Noite


A noite possui uma suavidade única,
Sinto quando me envolve,
Me abraça com o seu manto escuro,
Que me faz voar,
Que me faz sonhar...

Gosto de ver quando me despe,
Nesta realidade crua,
E me deixa nua...
E cúmplice a suave brisa,
Ternamente me acaricia...
Provoca-me arrepios,
Por todo o corpo,
E calmamente me faz sua...

A noite acolhe-me com o seu manto,
Protege-me dos meus medos,
Enxuga as lágrimas do meu pranto,
Faz-me esquecer até dos meus segredos...

Ela é a minha companheira,
A minha conselheira,
Esteve comigo a vida inteira,
Aqueceu-me no frio das madrugadas insones...
Refrescou-me no calor das tórridas noites...

Viveu comigo cada estação,
Colheu comigo cada botão,
Das flores da vida...

A noite aconchega-me,
Quando estou cansada,
Sem vontade para nada,
Embriaga-me,
E adormeço,
E com ela amanheço...

Faz-me levitar...
Pudesse eu voar...
Até ao cosmos ir...
E por lá ficar...


Um Beijo Anoitecido

This entry was posted on and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

16 Responses to “A Noite”

* Diva * disse...

A noite é isso mesmo. A calma, a serenidade... o aconchego.

Bonito texto.

Bejo

O Profano disse...

A Paragem fez-te bem...
Revigorou-te a escrita.
Gostei.
bjs

Mário Margaride disse...

Querida amiga,

Que a noite te inspire
Te faça sonhar
E te embriague...
Num amor sem fim.

Beijo Grande

gasolina disse...

Poema suave, bem ao teu estilo.
Mas sem dor, sem amargos a roer as palavras.

Poema azul como a noite de veludo.
LINDO!

Um beijo, minha Querida

Azul disse...

A noite é única!

Voltaste e voltaste MUITO BEM!

Beijo
Azul

Lu@r disse...

Senti-te em cada palavra.

Beijo doce

Op.Louca disse...

E agora que voltaste com uma escrita do melhor.....tens um desafio no meu blog...Desculpa...mas tinhas de ser " Apanhada" :P

Beijinhos embriagados nessa Noite ; )

M disse...

Acho que me cruzei contigo à pouco... ias a empatar o trânsito celeste!!

Sailing disse...

a noite é um mundo, um misterio, conselheira e amiga, envolve-nos com seu manto negro.

Parabens

Bjs para ti amiga

Sailing

Laura disse...

Também é na noite que sinto esse conforto.
A noite passada foi assim...
Beijos

vagabundo disse...

E eu, vagabundo do mundo;
Que essa noite…
Não percorri.
Ao escutar-te,
Perguntei ás estrelas,
Se não a viram…
Passar por aí.

Respondeu-me então uma delas:

“- Vagabundo,
Por onde tens andado?!...
Que não a viste passar por ti?!...
Nua passou a teu lado,
Linda como nunca a vi.

Pobre tonto
Que vagueias perdido,
Porque do Amor,
Um dia te esqueceste…
A noite que dizes…
Não ter percorrido,
Há muito…
Que no tempo
A perdeste.”


ps:obrigado pela "visita"

Sol da meia noite disse...

Lindo poema...
Nem sempre a noite trás escuridão...

Entre linhas... disse...

A noite é um mistério,onde os deuses se envolvem nas suas vontades e desejos.
Bs Zita

Alexandre disse...

Nunca tinha visto um quarto crescente como o que vi esta noite às 3 da manhã! Ficava ao fundo da estrada, grande como nunca o vi... tentei lá chegar mas a manhã interrompeu-me a busca...

Beijinhos!!!

A.S. disse...

Deixo-te um beijo anoitecido...

Angell disse...

Primeiro, ainda bem que estás de volta! Segundo, a Lua, O Cosmos, já deves saber o quanto me fascinam também. O Teu poema, como sempre, muito belo e sentido... :)

Fica bem!

Bjs!

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *