Cemitério Da Vida



Nesse cemitério infindável,
Um dia eu vagueei,
Senti-me algo perdida,
Mas logo me reencontrei.

Nesse vácuo infinito vi o berço da vida,
Onde todos nascemos, seres puros e castos,
De alma virgem e sem maldade,
Crescemos de olhos esbugalhados,
Tentando alcançar a felicidade.

Nesse meio tempo,
Que temos de viabilidade,
A perdição instala-se,
E tudo passa a ser saudade.

Saudade da pureza,
Que um dia possuímos,
E esse mundo errante nos arrebatou,
Cruelmente nos tirou.

Acabamos por fenecer,
Tal qual uma flor ressequida,
Caímos prostrados, nesse buraco intemporal,
Secos e desidratados,
Onde nada mais nos poderá fazer mal...



This entry was posted on and is filed under ,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

14 Responses to “Cemitério Da Vida”

Sol da meia noite disse...

Gostei deste poema em jeito de reflexão!

Realmente, a vida é curta, e só acontece uma vez...

Muitos beijinhos!!!

Lia disse...

Tentamos sempre procurar a felicidade e esquecemos que ela mora bem dentro de nós e que temos que viver a vida em vez de a desperdiçarmos com sentimentos que não valem a pena...

Um beijo doce

GarçaReal disse...

Lindo....Belo ....E triste.

Adorei aqui ter passado.

bjgrande

Entre linhas... disse...

Através de um simples sorriso libertámos ondas de felicidade.
bjs Zita

nela disse...

Olá
boa noite
passei para te desejar
uma bela semana e ver como
andas......
Apesar de triste gostei...
BJS nela

Diva disse...

Tenebroso... deixa poucas palavras no ar...
Bjs meus

suruka disse...

Viagem ao interior profundo da vida.

Bela reflexão.

Por isso te admiro, escreves bem sobre qualquer tema.

Aproveito para te dizer, que na " TOCA "
tens um desafio.

bj

Dhyana disse...

Belo poema, apesar da sensação de rendição.
Beijos...

Helluah disse...

é triste:(

beleza de mulher disse...

tens um desafio la no meu canto beijos

Whispers disse...

Ir para alem da vida por vezes faz bem a alma....

obrigado pela visita

te deixo mil e um beijo no teu silencio junto o meu whispers

Brain disse...

Não gosto de cemitérios.
Não pretendo acabar num.
Quero ser etéreo,
Quero ser cremado,
E que as minhas cinzas,
Sejam deitadas ao mar.

Não gosto de cemitérios.

Lugar de tristeza com hora e data marcada.
Lugar de recalcamento de dor,
Lugar de lembranças doridas,
Lugar de sentimentos cinzentos.

Não gosto de cemitérios.

Mas gostei deste texto!

Beijo.

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

É muito verdade tudo o que escreves. Por isso o CÉU se constrói na TERRA e chega-se a ELE DESCENDO.

Beijinho

Gaja Boa 1 disse...

Tanta gente que está morto, mas que pensa que por respirar está vivo...

Deixa-os andar enganados...

beijos sentidos

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *