Ode ao Sono



Hoje deitada na cama
A minha mente vagueava
O sono não vinha
E eu já não me importava

Pelos jardins da memória
Decidi ir passear
Sentei-me ali quieta
A flor da vida a contemplar

Vi os dias que passaram
Senti os presentes minutos
Observei o futuro
Por ténues momentos

Senti a caricia sedutora
Aquela por mim tão ansiada
Era o sono que chegava
E o meu corpo beijava

Eu sedenta de morfeu
Nas suas mãos me entreguei
E nos seus braços ternos
Finalmente repousei

This entry was posted on and is filed under ,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

23 Responses to “Ode ao Sono”

Dr Mendez (AKA Nitrosferatu) disse...

Gostava de ter um adormecer tão doce. Deixar-me levar os bocadinhos, embalar nos sonhos e nada mais.

Sonhos felizes!

D.M.

Diva disse...

Hummmm... que preguica tao deliciosa...Adormeci...
Bjs meus

Only me disse...

Bons Sonhos...


Beijos

conhecimento disse...

Quem me dera conseguir sonhar com coisas belas como tu, que para além dos sonhos exista a realidade do AMOR!!!
MUITA COISINHA BOA PARA TI NESTES DIAS QUE VOU ESTAR AUSENTE e quando voltar (se voltar)estarei cheio de saudades das tuas lindas coisinhas, beijinhos

Noivo disse...

não deixes que o sono se apodere de ti!:)

Blue Velvet disse...

Como de uma coisa tão comum, como o sono, tu fazes umpoema tão bonito, e diria até, sensual.
Parabéns
Beijinhos

Salve Jorge disse...

Que o seu sono sagrado
Siga por Morpheus embalado
Para que ronrones pelo prado
E sejas a bela adormecida desse conto encantado...

EXCITAÇÕES disse...

Digam o que disserem, o que é certo é que dormimos com ele todas as noites! Morfeu libidinoso....dorme com todas e com todos!

gostei bastante do poema! mas o morfeu a beijar-me....excita-me!

beijinhos risonhos

Mário Margaride disse...

Que delícia de poema!

"Eu sedenta de morfeu
Nas suas mãos me entreguei
E nos seus braços ternos
Finalmente repousei"

Não conseguindo dormir
Acordado então fiquei
Mergulhando no teu corpo
Todo a ti me entreguei.

Beijinhos...

Um Momento disse...

Hum...
Que repouses bem...
E ainda melhor com a cestinha de mimos que te trago lá de casinha...Com muito carinho e Amizade!
Beijo Mimado... em ti
(*)

Kapikua disse...

Que adormecer maravilhoso...

eu, mantenho-me fiel à contagem de carneiros,mas depois deste poema, terei que fazer um upgrade no adormecer :)

Beijo

Olhos de mel disse...

Que lindo! Doces palavras e que esse sono seja sempre essa doçura...
Beijos

camas e algemas disse...

Não adormeças... :-P

Secreta disse...

O repouso tão esperado ... :)
Beijito.

poetaeusou . . . disse...

*
morfeu . . .
está zangado comigo,
,
que "raio" de insónias,
porquê ?
*
xi
*

Outonodesconhecido disse...

Olá.
Obrigada pela visita.
Gostei do poema

Borboleta Endiabrada disse...

olha eu que adoro dormir!!!

beijinhos endiabrados

Gaja Boa 2 disse...

Deu-me vontade agora de ir pa cama...mas não é dormir...hehehehe

Paulo Dâmaso disse...

Beijo meu*

Pearl disse...

Que forma tão bonita de explicar aquele momentos pré adormecimento!!!
Gostei muito!!!
:o)))***

Sniqper ® disse...

One Man Show (1) comenta,

Realmente, que pouca vergonha, agora andas a morfar o morfeu, tchs, tchs...
Olha mas fazes tu bem, pelo menos escreves o que te vai na alma, sem medo, não fazes parte dessa seita que anda nesta vida com aquele ar santificado e depois é o que se vê e sabe, comem tudo e todos, por isso eu já nem saio de casa, já não tenho idade nem para comer e estou duro demais para me comerem.

Nota:
(1) One Man Show = Sniqper

Doce Veneno disse...

Gosto muito disto aqui... Escreves muito bem, quase que vicia ;)

Passarei mais vezes,

Bj

S. disse...

.. é bom cedermos ao sono ..

Obg pela visita; tb gostei mt do teu!

bjs

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *