Oceano de Gritos

Caminho por entre o vago,
Flutuo sobre os muros do Universo,
A vida é uma sucessão funesta,
De acontecimentos débeis,
O tempo está cansando,
Mortalmente magoado...
O destino resume-se a dois tristes versos,
O mero grito da minha alma vazia...
E o cenário desolado do tempo passado...
Quero poder respirar profundamente,
Todas as horas destas palavras inventadas,
Ficam para trás, pálidas e ressequidas,
São meras sombras esmaecidas,
Das distâncias nunca alcançadas,
Sinto a minha mente inundada,
Por um oceano de gritos,
Que calados me cortam a alma...

This entry was posted on and is filed under ,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

23 Responses to “Oceano de Gritos”

Juℓi Ribeiro disse...

Linda construção de frases
e sentimentos...
Tens toda a razão:
"gritos calados cortam a alma"
Teus textos e poesias continuam lindos!
Beijo.

Pólvora disse...

Muito bom, tem graça que também sinto essa mesma sensação...."mente inundada por um oceano de gritos"...e queria poder gritar mesmo, para as coisas voltarem a ser como eram...mas quem era suposto ouvir esse grito e eventualmente poder alguma vez fazer isso acontecer de novo, jamais se interessaria agora por me ouvir.

Calamos então os gritos.

BlueVelvet disse...

Olá amiga,
que lindo poema fizéste de gritos.
Calados também se ouvem, às vezes...
Gostei muito
Beijinhos e veludinhos

© efeneto disse...

Pressenti o naufrágio
que me deixou só neste deserto:
os seus olhos de mar já me haviam avisado.
Uma tempestade de palavras
silenciosas como convém
ou ardilosas como lhe convinha,
espalhou o caos no velame
e o barco desgovernou-se
e doeu-me no interior que sou.
****
Uma tempestade de palavras
Para lhe desejar um fim-de-semana
Cheio de sonhos concretizados.
Aproveite e leve uma recordação do
Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
Para colocar junto á nossa amizade.
Deixo um saco de beijos e abraços,
Façam o favor de escolher e de serem felizes.

LNeves disse...

Grita a vontade miuda!!! Não te cales...

***MUAH*** e bom fim de semana!

conhecimento disse...

Gritos Silênciosos!Tão mal eles fazem....
É um nó, é um terrivel aperto que muitas vezes consome a Alma!
Tenta Gritar bem ALTO!!!

conhecimento disse...

Gritos Silênciosos!Tão mal eles fazem....
É um nó, é um terrivel aperto que muitas vezes consome a Alma!
Tenta Gritar bem ALTO!!!

Anónimo disse...

Gostei imenso do seu blog, e adorei os poemas,
Mas este belo poema, na minha modesta opinião, esta repleto de solidão.
Espero que essa solidão lhe passe, e que o seu grito de faça ouvir
Um abraço deste seu humilde leitor

Fernando Moreira

AcidoCloridrix disse...

1º Aniversário do Sexo com Arte e Humor, 13 de Maio de 2008,,,, aqui fica o CONVITE para a “festa”, o “bolo” e o “Presente” virtual solicitado!!!!
Agradecido também pela colaboração prestada em visitas e comentários ao longo deste ano, sem blogueiros como tu seria impossível comemorar agora este 1º ano,,,, OBRIGADO!!!!! HCL
(http://sexohumorprazer.blogspot.com/)

Å®t Øf £övë disse...

Não podemos, nem devemos calar os nossos gritos, porque a vida por si só é um grito pontuada de pequeno momentos de felicidade. Por isso quando eles surgem há que saber aproveitá-los ao máximo.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá, adorei visitar este blogue, lindo texto, mas está repleto de triteza... a vida muita vez não ajuda, deixo beijinhos de carinho,
Fernandinha

Joseph disse...

Silêncio Sentido
Olá

Como sempre grande poema que postaste.
...pena que seja triste e talvez de reflexão solitária.

Mas a vida continua, e, quando as coisas não vão bem, só temos que dar voz à nossa alma e GRITAR, se fôr preciso, ou lutar em silêncio.
Mas lutar!
Só assim se alcança o que pretendemos.

B Jinhus ternos;)**

luafeiticeira disse...

Repito: para quando o livro de poemas?
Há um blog, para mim dos melhores, que precisa que lhe deiam força. Vai vê-lo no meu blog, por favor.
Beijos

Sha disse...

Oceano de gritos... sem fundo, às vezes. Gritos mudos, sem eco, abafados pelas lágrimas.

Beijo.

delusions disse...

o grito do silêncio...




Beijo
Sofia

blue disse...

Olá querida.
Continuo a adorar ler-te.

Passei para te deixar um beijo e bom feriado :*

MARIA MERCEDES disse...

Não parece, mas o Inverno chuvoso e triste, vai acabar por dar lugar ao Verão quente e alegre!

beijinhos quentes

Jose disse...

Li, não tinha palavras para descrever estes gritos mudos,mas doí eu sei que doí.


Um beijo


José

Alexandre disse...

Os gritos calados são os mais dolorosos e os que se ouvem mais fundo na alma. Mas só toca os intuídos... os outros - os vulgares - nunca ouvirão os gritos calados!!!

João Cordeiro disse...

Apenas para te dar um beijo.

Pearl disse...

Fazes parecer que a perfeição é algo fácil de se alcançar...
está lindo demais!!!

:o)))***

suruka disse...

Musicalidade muita, neste texto.

Ora deixa cá reler.

mitro disse...

Este poema está INTENSO, tão intenso que doi!

(e a foto foi primorosamente escolhida.)

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *