...Tudo Destoa ...



O teu vinho tinto apurado
o meu ice tea gelado

o teu fato e gravata
o meu decote que mata

o teu cabelo com fios grisalhos
os meus imaculadamente pintados

o teu olhar disfarçado, meio enviesado
o meu brincalhão de brilho atrevido

a tua poesia suave, melódica
a minha agressiva, algo liríca

os teus apetites normais...
os meus puramente carnais...


íncrivel...

apesar de destoar...
não deixa de rimar...

This entry was posted on . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

7 Responses to “...Tudo Destoa ...”

vagabundo disse...

onde vez destoar;
há apenas o complementar,
de toda uma Vida plena.
o Todo, obtém-se com o verso e o reverso,
e nunca destoa o verso
que faz da vida um poema.

por isso, deixa destoar.
porque enquanto a Vida te rimar,
Viver... para Ti, nunca será um dlema.

Antonio saramago disse...

a vida é bela, com e sem destoar...

Jose disse...

Pois o vinho é e sempre será um lavar de alma.

Belo poema

beijo

José

Leonardo Werneck disse...

Maravilha de poesia!

vagabundo disse...

como o concavo e o convexo
os opostos do sexo...
e a rima mais perfeita.

José Miguel Gomes disse...

Destoa, mas não deixa de prosar poeticamente....

a_Dreamer disse...

Se destoa, mas rima... acho que pode resultar :)

abraço,
fica bem

Com tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *