Em busca da sua metade...


Tentei esconder o rosto,
Coloquei uma máscara,
Fingi uma alegria que não sentia,
Maculei o meu já sofrido coração...

Quando a noite ficou coberta pela bruma,
Eu amargurada,
Chorei lágrimas sentidas,
Molhei o chão com gotas de saudade...
A tristeza, impera, vive guardada,
Como se estivesse enraizada,
Bem dentro da minha alma torturada...

Vi o meu coração infeliz e partido,
Tão sofrido que doía vê-lo,
Corre desesperado,
Pelas ruas desertas,
Em busca da sua metade...

This entry was posted on . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

16 Responses to “Em busca da sua metade...”

Um Momento... disse...

Máscara...
Quantas e quantas eu coloquei...
Já senti o que sentes...
Mas sabes?
Foi bom sentir tal...aprendi algo...
Essas máscaras só são úteis para uma coisa...
Para usarmos perante aquelas pessoas que nos querem menos bem de alguma forma...
Aquelas pessoas que gostam de nos ver tristes, amargurados , e que a vida até não corre como desejamos...
Agora minha linda ...para os Verdadeiros Amigos, para aqueles que nos Amam...não vale de nada a Máscara, pois eles conhecem-nos,e sabem quando estamos bem ou menos bem .Esses sim ,merecem ver-nos sem a dita Máscara.
E agora TU aqui...Tiras-te essa Máscara para todos Nós...
Exprimenta fazer isso na tua Vida ...Vive-a de forma que possas ver o Por do Sol, as maravilhas que a Natureza te oferece, tenta que o teu coração fique inteiro por si só,não dependendo de nenhuma outra metade... Tudo o resto é Paisagem...cabe a ti colori-la ou não:)
Ah... e não te esqueças...tens a minha Mão contigo, sempre é uma ajuda ( podemos começar a escolher as cores , o que achas?? ) :)

Um Abraço muito apertado e um beijo no teu Coração (*)

gasolina disse...

Enquanto não te conciliares contigo mesma, o coração vai sentir-se rasgado pela metade. Impotente para gostares a 100%, irremediavelmente agarrado às recordações do passado. Provavelmnte aquilo a que tu chamas de máscara, agora caída, mais não é do que o luto atrasado sobre uma coisa ou alguém que deverías ter chorado na altura.

Por muito que isso te magoe, o ontem não volta.

O teu poema é belissimo.
Parece que essa dor tem vindo a apurar o teu sentido estético da escrita.
Cada vez estou a apreciar mais vir aqui.

Eu estou onde tu sabes. Para te ouvir. Só. Sem comentários nem conselhos.

Um beijo.

Afronauta disse...

Em nós tudo está completo. Quem chega engrandece, refina, destila,não completa!...

Solitária disse...

Espero que encontres essa metade...
Eu também já usei mascaras, quem sabe se neste momento não a uso, mas estou certa de que de nada vale.
Podemos disfarçar a dor, mas ela cá dentro continua...
Beijinhos e votos de um bom Domingo e uma excelente semana.

james disse...

A senhora escreve muito bem.

Um abraço.

Um Momento... disse...

Passando para te dar um abracinho e um sorriso:))
Um beijo no teu coração(*)

* Diva * disse...

Olá!

Gostei muito do teus posts. É bonito o que escreves.

Beijo.

A.S. disse...

Minha querida, encontrarás a outra metade dentro de ti própria!... A outra metade não se perdeu, apenas se afastou momentâneamente aguardando que o sol da manhã te seque as lágrimas, e voltes a ouvir a serena melodia do amanhecer...


Um beijo terno e doce!

Rafael Velasquez disse...

Olá. Gostei muito desse poema apesar de um tanto triste.

abraço

Mulher de vinte e mts disse...

Como sei do que falas... Sao essas mascaras que tenho posto ultimamente, daquelas que escondem o que somos e o que sentimos...

Espero que essa tua busca tenha um final feliz... ;)

Beijo

Alice

serenidade disse...

Querida amiga,

primeiro vou responder ao teu coment. Sabes, eu também fiquei admirada até me atribuirem a nomeação Blog com Tomates, mas depois entendi (loira, lol) é porque não temos medo de expressar o que nos vai na alma, e acredita considero que este teu bonito espaço também é, sem dúvida, um blog com tomates, e um blog que fala de amor e destaque cupido de amor, sem dúvida alguma, aceita as nomeações:)

Quanto ao teu poema, mais uma vez, cada uma das palavras que escreves as sinto como minhas, o silêncio, a dor da solidão na noite, o estar (aparentemente) feliz com os outros e depois as lágrimas rolam formando um rio.... na solidão da noite, tendo a Lua como companheira. Então hoje, nem foi preciso a noite chegar, foi suficiente o regresso a casa para....

Serenos sorrisos.

MARIA VALADAS disse...

Não coloques a máscara minha querida..

A tua cara metade...anda perdida algures...á tua procura!

Beijinhos e abraços da

Maria

zetrolha disse...

Fodasse!És uma moçoila tão sofrido...tenho que tirar um tempo para te examinar.Quero te ver feliz...

Diva disse...

nao fui eu k escrevi este post... mas bem poderia ter sido. essas palavras tuas e... tao minhas...
Bjs meus

pedro disse...

porque todos os silencios tem um fim.
porque todos os sonhos não concretizados pressupoem um continuar a querer ou então um novo sonho..
porque a esperança é a ultima a perder-se e as vezes muitas das vezes o lugar encantado revela-se quando menos se espera..
passei só para te pedir que acreditasses em ti.. pois quem sabe o principe que esperas está ao virar da esquina quem sabe ansioso por te ver sorrir

Vity disse...

Ola...

As vezes as "mascaras" ajudam-nos a viver a vida com mais leveza e até alegria...
Não a mascara que se coloca para mostrar um "rosto" diferente aos outros ... mas a mascara que colocamos para nos olharmos ao espelho e não vermos apenas lagrimas...
Se colocares uma mascara com um grande sorriso ... verás que vais sorrir quando te olhares no espelho ... e ao sorrires estás a "libertar" a tua alma e dar-lhe uma oportunidade de sorrir tambem...
Essa outra metade que procuras, está lá, bem dentro de ti... é aí que a vais encontrar... e só depois estarás disponivel para a "colocares" em alguem...

Lindas as tuas palavras apesar da tristeza e da dor...

Boa semana...
Beijo
Vity

Tecnologia do Blogger.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *